Quem sou eu?

Hoje minha vaidade cresceu de posto, não me preocupo tanto com os anos que se passaram, nem com o peso extra ganho (na verdade vários quilos) , pois não preciso disputar um peito mais lindo nem uma forma exuberante,”porque EU sou exuberante.” Hoje encho mais o coração do próximo do que seus olhos. Que vida maravilhosamente rica eu tive e tenho. Cheia de lutas, limitações vencidas, metamorfose constante. Ontem eu me achava borboleta, que bobagem... Era uma simples lagarta. Hoje sim sou uma borboleta em pleno voo, sabe , aquelas enormes coloridas, incapazes de passar desapercebidas. Perguntei-me por muito tempo porque uma descoberta tão tardia de si própria. Hoje sei a resposta... Amo ao DEUS que mora dentro do meu próximo e faço tudo que está ao meu alcance para que glorifique a SUA Unidade , prestando o mandamento maior que é imposto na sua lei “AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS”...Então, hoje estou amando cada vez que dou tudo de mim pelo próximo engrandeço a obra maior do meu DEUS...

Vaidade? Tenho. (de ser tão pequena aos olhos dos homens e tão importante aos olhos de DEUS)

Coragem? Muita.(não temo me desnudar a alma de forma humana, e mostrar que nunca se é tão pouco que não se possa dar, nem tanto que não precise receber)

Sabedoria? Um pouquinho em doses homeopáticas (porque todos os dias aprendo novas facetas da vida)

Sensualidade? Conservo (quando alargo o sorriso, mediante o perigo, quando mostro que entre dois seios bate um coração cheio de amor fraterno e comprometidamente descompromissado)

Guerreira? ATÉ MORRER. (porque em cada luta ganha a glória a experiência obtida, em cada derrota a certeza de que devo dar a recuada estratégica e investir com carga máxima rumo ao alto e em frente...

Esta é Marilda Amaral, uma gaúcha de 59 anos, mãe de dois filhos, casada com a responsabilidade e a grandeza de viver.

http://cantoverso.blogspot.com/2011/11/um-poeta-surfando.html


domingo, 30 de outubro de 2011

J.S MEU MENESTREL






Conheço todos os personagens inclusos
Em suas vezes...
Nefasta, 
Vezes iluminada companhia...
Como eu 
Sua imaginação vagueia 
Nas asas em mescla: infausta e cômoda
Da inteligência.
Amamo-nos de forma cômica
Observando cada um dos nossos dramas.
Você vibra quando te respondo cada uma de suas perguntas
De forma tão profundamente pessoal no vasto plano público.
Sou aquilo que você mais ama em você, mas também sou todas
As tuas argüições.
O mais emocionante é que tuas amantes supostas
São minhas companheiras de sedução,
Em cada amante e rival você coloca um pouco de mim
E se retrata com tamanha maestria
Que me resta incorporar nossos personagens 
Tragicômicos. 

[Marilda Amaral]
Luz que em trajetória louca,
Determina o espaço que clareia.
Em determinado ambiente
 Faz estardalhaço, num carnaval de cores.
Será luz que do cosmo reflete.
Ou luz da loucura da alma
Que mescla o significado de suas cores?
No negro vago vácuo a festa inicia.
Veridis   latim deriva,
Oh... Verde que acalma
Que dá vigor
É esperança da alma.
Magenta és púrpura que engana,
Transmites a sensação da nobreza
O reflexivo e místico,
És a melancolia
Para quem demais contigo conviva.
Quente, ativo e estimulante vermelho
Que da paixão és símbolo.
Azul do persa lazward,
“ lápis-lazuli” 
És a fidelidade, a lealdade a sutileza
És símbolo dos sonhos.
Mas a luz branca trás todas as cores a seu âmago,
Ilumina e transforma
É amor divino um estimulo maior a claridade.
[Marilda Amaral]




sábado, 29 de outubro de 2011

RECONHECER FRAGILIDADES FAZ PARTE DOS FORTES...





Existe no sopé da montanha
Uma ninfa a se espelhar,
Nas águas límpidas dos sonhos                                 
De seu eterno descortinar.
São desejos da fartura
De amor e se amar,
Fui à bruxa da história
Fiz a pobre ninfa chorar,
Pois não sou uma boa mãe
Apesar de muito tentar!
Perdoe-me, minha doce ninfa...
Por este fracasso no tentar,
Tentei tanto em te ver
Que empanei o teu enxergar.
Mas vou te dizer sem medo
Meu desespero em te embalar,
É que você é minha filha
Minha suprema razão de amar.

[Marilda Amaral]




Marilda Amaral






єηƒяєηтє α мєηтιяα ¢σм σѕ σℓнσѕ ∂α נυѕтιçα, αѕ мãσѕ ∂σѕ ∂єѕαямα∂σѕ, σѕ ρéѕ ∂σѕ ∂єѕ¢αℓçσѕ є ¢σм α αℓмα νσℓтα∂α ραяα α νєя∂α∂є. ●•ツ

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

video

Um mimo da amiga Marlene

Um mimo da amiga Luz Miranda

Ainda filosofando..

                           


De: Marilda Amaral


Recomeçar é refazer com alegria aquilo que se deixou com tristeza.

Beleza é a verdade existente dentro da dignidade.

Amadurecimento nada mais é do que estar pronto para a colheita.

Grandeza é a capacidade de ser frágil sem ser fraco.

Coragem é a capacidade de vencer obstáculos respeitando a cancela alheia.

Seja confiável, pois depende disso seu tempo de validade.

Enfrente a mentira com os olhos da justiça, as mãos dos desarmados, os pés dos descalços e com a alma voltada para a verdade.

Não tema nunca ser vencido, pois isso acontece somente quando nossa capacidade de espera se esgota.

Seja prudente, pois ela é virtude que salva.

Faça do seu caminho pouco mais que uma trajetória, faça dele  um fluxo de realizações.

Esperto é aquele que rejeita o caminho fácil, pois ele te levara a  lugar nenhum.

Sacrifício é o que se faz, quando não se quer fazer algo com munificência.



Especulação é o que refere sempre a maledicência.

Nunca tenha inveja do próximo, pois pode ser que aquilo que você inveja não seja tão salutar.

Adultério é a mão dupla em que um coração indeciso trafega.

Desespero é a pressa em que se acha a alma, quando a vida lhe nega esperança.

Filosofar para mim é a arte de ordenar os pensamentos de acordo com a capacidade de viver. Afinal nem sempre a vida é um livro de filosofia...

Ser engraçado, nem sempre significa se cômico, pois o engraçado sempre é espirituoso e o cômico geralmente  é caricato.



Dar as mãos nem sempre significa ficar junto, às vezes é uma maneira de se estar preso.

Correr contra o tempo é atropelar a realidade e ir de encontro com o percalço.

Sanidade mental é o estágio de equilíbrio do homem.

Fazer de conta é acreditar nos sonhos, sem ferir a realidade.

Ser bonita é acreditar que a harmonia da alma inunda o corpo de tal maneira que o equilíbrio estético prevaleça.

Os caminhos da vida são muitos, as escolhas nem sempre são fartas, mas as atitudes devem ser firmes.

Amigos são como os dedos das mãos têm diferentes tamanhos e utilidades específicas.

Procure sempre superar sua marca, porque a do próximo deve ser exclusividade dele.

Seja farto com tudo que fizer, mas nunca seja esbanjado.


Acredite que o céu existe assim você terá bastante tempo para ser bom, fazer bem sem nunca deixar de ser verdadeiro, afinal o merecimento está nisso.

Seja original, tenha seus próprios pensamentos, mesmo que baseados na realidade alheia.

Nunca se canse de servir isso te deixa numa posição
 privilegiada frente ao mesquinho, te dá tempo de pensar em como não sê-lo.

A resposta de nossos anseios está na capacidade de negociarmos com a probabilidade.

Voltar no passado é impossível, prever o futuro improvável, mas planejar o presente faz parte do bom senso.

A inveja é o maior defeito do homem, por sua causa o homem pecou pela primeira vez contra Deus.


O medo é a maior prova de que o guerreiro existe, pois ele lhe dará conta da vida evitando descuidos perigosos.

Quem não teme não pensa quem não pensa não vence.


A idade a maneira como Deus achou de separar principio, meio e fim, sem com isso macular a beleza de cada faze.

Admitir  um erro não é sinal de fraqueza é capacidade de reação contra o que é desonesto.

O cérebro humano é capaz de grandes façanhas, pois dele depende o progresso da humanidade, porque Deus pôs nele a capacidade de usar a centelha Divina em prol do bem.


Uma coisa é ser simpático outra é ser inconveniente,
Uma coisa é ser complacente outra é ser conivente,
Uma coisa é ser  generoso outra é ser perdulário,
Uma coisa é ser liberal outra é ser libertino,
Então se cuide com a gramática, ela pode lhe pregar peças...

Os filhos são empréstimos  que Deus nos dá com o fim de testar nossa adimplência com a santa dádiva do bom exemplo.

Nunca pergunte como uma pessoa venceu uma etapa, sem ter conhecimento do seu esforço, isso pareceria inveja.

Gostar de alguém é aceitação das limitações e auxilio do progresso.
                                                                     






PREFÁCIO


No virar cadenciado de folhas frágeis de um livro nem sempre bem escrito, percebo que as folhas já lidas são as partes do passado que nem sempre corresponderam à veracidade dos desejos, as que virão são o linear da incerteza, mas minha trajetória em curso é um misto de delírio e realidade, onde uma patologia estranha se instalou ou uma vida espiritual conturbada se faz presente.
Quantos serão os turistas, exploradores, traficantes de sentimentos esparsos aportam à marina dos meus pensamentos?
Para manter o maior grau de sanidade possível intacta darei vazão da ansiedade que me aflige, escrevendo contos tirados do fundo da alma, explosão da criatividade envolta no véu do delírio ou quem sabe um pincelar irônico da comédia...
(Do livro que talvez nunca saia dos meus sonhos)

nudez

Em gélida carrara esculpi nossos corpos,
De falsa nudez cingi minha timidez,
Com feições quentes revelei nossa libido.
Com mãos ocultas exploramos mil desejos.
Ai de mim pobre artista, que tudo buscou,
Trouxe a tona versos vestidos de beleza,
E desnudos de vergonha....
[Marilda Amaral]


Lilian e Michael

Para você meu amor...



Hoje o céu está mais lindo
Tem muito mais aroma no ar,
A passarada revoa em cantoria sinfônica,
Estou feliz de mais...
Ah...Senhor obrigada, por me deixar tão feliz
Que a chuva caia doce, que o rio corra pulando amarelinha,
Que as crianças leiam jornais nas praças com noticias da paz mundial...
Que o vovô dance com a top model e a vovó seja cortejada pelo Mr. Olympia,
Que a av. São João só tenha trafego para ciclistas,
Que o porto de Santos só tenha ancorado escunas multicoloridas...
Hoje é um dia especial, descobri que vou ser vovó.
[Marilda Amaral]

Coincidência



Sei exatamente cada uma de tuas necessidades,
Aquilo que me é imperativo,
Falas compassadamente com minhas palavras,
Diz-me sempre tudo que sente
E eu te respondo à altura.
Menestrel da casa cheia,
Locutor de meias verdades
Executor de belos poemas
Onde não sei se meu cadafalso
São as possíveis mentiras
Ou a dupla veracidade,
As  musas se confundem com poetas
Onde cantor é anúncio do cárcere.
Uma coisa flui límpida é tua perspicácia
E a minha acuidade.
Para que levantar poeira do chão,
Alvoroçar os encalços?
Se nossa inteligência nos leva
As portas do burgo do amor verdade.
[Marilda Amaral]

quinta-feira, 27 de outubro de 2011


Conserve alegria de viver...
Conserve bom humor regado a bom senso...
Conserve paciência com habilidade...
Conserve espírito empreendedor com generosidade...
Conserve as boas coisas da vida
E não se importe que os anos  passaram tão depressa.
Isso é um diferencial.
[Marilda Amaral]



LIBRAS(Língua Brasileira dos Sinais)



Um dia vi um ondular de mãos
Nem imaginava o que era...
Dois homens gesticulavam ao sabor
Da pantomima
Pensava eu, ignóbil ouvinte sem tato.
E a curiosidade subjugou a ignorância
E o conhecimento substituiu a curiosidade.
Conheci um mundo livre onde o silêncio fala,
Uma cultura nova, onde minha poesia teve
Que criar asas para alcançar tanta
Rapidez no pensar...
Descobri que também existe música
Na batuta do maestro
E dela não sai nenhum som.
Ai de mim pobre ouvinte
Que na ânsia de aprender
Tropeço nas mãos,
Mas felizmente recebo teu carinho
Quando aprendo contigo
Uma nova língua,
Onde um punho fechado
Em círculos apertados no coração
Quer dizer saudade.
Isso é bom aprendi LIBRAS.
[Marilda Amaral]

CARINHO.


Carinho é um afago no ego,
Ou um agrado na alma,
Que nos deixa tão gratos
Nos acalenta e acalma...
Carinho de amigo não nego,
Parece curar qualquer trauma,
Mesmo que seja por breve instante
Ou num abraço profundo,
É brilho que reflete na alma.


Marilda Amaral

Portas...



A porta da frente é a entrada com alma de uma casa.
É  exatamente ai que se vê,
Quem mora dentro,
Pois a porta é sem dúvida
O enigma constituído de qualquer morada...
A porta da casa mantém fora,
Quem queremos longe
E se abre com tamanha facilidade
Em recepção imediata de nossos afetos.
A porta da alma
Nada mais é do que os olhos,
Que vasculham com nitidez nossas ânsias carnais
E refletem sem dúvidas a seriedade,
A beleza o romantismo e a tristeza de tudo que se vê.
A porta da alma é a capacidade que temos
De desnudar nossas vontades
E criar para cada uma delas
Um estereotipo do bem ou do mal.
O coração é a porta das grandes paixões
E dos grandes desalentos de um homem...
Ele reflete em nosso ser físico
Todas as nossas reações,
Muitas vezes podemos contrair  mazelas
Devido a fragilidade desta porta.
Importante se faz que em cada porta constituída
Tenha um bom vigia,
Seja um cão fiel amigo na porta de sua casa,
Brilho no olhar,
Generosidade na alma,
E um grande amor no coração.
[Marilda Amaral]

noites escuras...



Têm noites da minha terra
Que têm  à cor do alcatrão,
Fazem correr nas veias
Os desejos da paixão,
Buscando muito fundo
Palavras para dizer ...
Que se desejos da terra nascem,
Paixões me fazem viver...

 Marilda Amaral

LÁGRIMA


Oh...lágrima fantasia,
Lágrima amiga minha....
Sou mulher de viva voz, 
De viva vida
Onde o orgulho deixo para os frágeis ...
Sou ser de vagas lembranças,
De vagas esperanças,
Mas de coração contundente,
Pois esmago a tristeza e não corto a experiência de vivê-la...
Não se engane comigo,
Não se ache centro das minhas alegrias, 
Nem âmago do meu sentir,
Pois sou a ventania, 
Que passa levando o aroma doce da araucária,
Sem arrancar dela uma só pinha...
Sou a vaga em fúria que açoita as pedras,
Mas esculpe loucas figuras em seu interior
fazendo românticas grutas...
Sou aquela que vale a pena conhecer,
Pois certamente jamais te dará qualquer prejuízo,
A não ser a dádiva da minha amizade...
Te enriquecerá com o saber da minha decência e o ignorar
Do meu descaso...
Sou parte santa...
Parte pecado..
Parte fera...
Parte mansa...
Na verdade sou Marilda uma velha guerreira de grandes lutas 
E imensas vitórias ,
A maior delas é amar a mim mesma muito mais do que aos outros,
Pois assim me tornei samaritana do meu tempo,
Pois aprendi a amar com verdade...
Marilda Amaral

eu...

Sou a doçura dos favos de minha vida em contraste com a acidez dos cítricos de minhas lutas...
Conheci a beleza profunda contrastando com a mediocridade latente...
Vi a riqueza de a alma lutar com a pobreza do mundo...
Testemunhei bons homens se contaminando com tanta fraqueza...
Percebi que a vida não passa, mas a morte é certa...
Avalizo todos os dias créditos em favor alheio...
Não temo ser pobre, temo ser medíocre...
Não tenho medo da solidão, pois meus poemas povoam minha mente e realizam meus sonhos...
Dividir é minha matemática, pois nada me pertence a não ser minha generosidade...
Corromper é a diretriz do medo, então enfrento cada limitação com coragem...
Sou sempre um pouco mais, cada vez que não temo me despir frente às fragilidades que me sustentam...
Sou tão pequena, mas abalo a estrutura de falso gigante, pois os túneis da minha coragem guardam meus segredos.
[Marilda Amaral]

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

poema premiado em Porto Alegre. (Poesia Passageira)

Interdito minha existência
Quando sinto que me perdi,
Sentindo as consequências 
dos erros que cometi.
Amei sem muita medida,
Esquecendo o que deveria sentir:
Se a intensidade da vida
ou o marasmo em que vivi.
No corredor da incerteza
ficou preso meu coração
não subiu ao sótão da pureza,
nem desceu ao porão da paixão.
Hoje interdito a tristeza, porque sei que realmente vivi.
Marilda Amaral

Esteio cidade que me adotou...


Nos ônibus da zona metropolitana de Porto Alegre viajam dois de meus poemas, isso me deixa muito feliz, começo a crer que tenho algum valor.

Ai de mim, mãe que quando esposa, não soube aguentar as dores do matrimonio sem queixumes...
Fiz de minha filha uma constante cobradora de impostos dos meus bens nada bem administrados...
Ai de mim, esposa que para ser bem amada precisou calar para tudo e fazer de conta que foi sempre muito feliz...
Fiz de minha filha sparing de todas as minhas lutas mal sucedidas...
Ai de mim guerreira de uma vida sem precedentes, que entre esforços  condizentes se esforçou, para receber um reconhecimento restrito a muitas críticas duras...
Fiz de minha filha uma pessoa que se bem longe de mim estiver, certamente estará muito feliz, enquanto eu sofro as dores da saudade...
Ai de mim que guerreira ferida, arrasta-se de acordo com a vida e se refaz a cada contenda engolindo o choro e esboçando o mais belo sorriso...
Escudo frágil da minha vida!!!!!
[Marilda Amaral]
video

O meu hoje...


Hoje minha vaidade cresceu de posto, não me preocupo tanto com os anos que se passaram, nem com o peso extra ganho (na verdade vários quilos) , pois não preciso disputar um peito mais lindo nem uma forma exuberante,”porque EU sou exuberante.” Hoje encho mais o coração do próximo do que seus olhos. Que vida maravilhosamente rica eu tive e tenho. Cheia de lutas, limitações vencidas, metamorfose constante. Ontem eu me achava borboleta, que bobagem... Era uma simples lagarta. Hoje sim sou uma borboleta em pleno vôo, sabe , aquelas enormes coloridas, incapazes de passar desapercebidas. Perguntei-me por muito tempo porque uma descoberta tão tardia de si própria, hoje sei a resposta... Amo ao DEUS que mora dentro do meu próximo e faço tudo que está a meu alcance para que glorifique a SUA Unidade , prestando o mandamento maior que é imposto na sua lei “AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS”...Então, hoje estou amando cada vez que dou tudo de mim pelo próximo engrandeço a obra maior do meu DEUS...
Vaidade? Tenho. (de ser tão pequena aos olhos dos homens e tão importante aos olhos de DEUS)
Coragem? Muita.(não temo me desnudar a alma de forma humana, e mostrar que nunca se é tão pouco que não se possa dar, nem tanto que não precise receber)
Sabedoria? Um pouquinho em doses homeopáticas (porque todos os dias aprendo novas facetas da vida)
Sensualidade? Conservo (quando alargo o sorriso, mediante o perigo, quando mostro que entre dois seios bate um coração cheio de amor fraterno e comprometidamente descompromissado )
Guerreira? ATÉ MORRER. (porque em cada luta ganha a glória a experiência obtida, em cada derrota a certeza de que devo dar a recuada estratégica e investir com carga máxima rumo ao ALTO E EM FRENTE...
Esta é Marilda Amaral, uma gaúcha de 58 anos, mãe de dois filhos, casada com a responsabilidade e a grandeza de viver.

viagem louca


Louca viagem 

[Marilda Amaral]

Pelas ondas da net vagueio...
Pelas vagas de amores , me calo...
Pela busca insana anseio,
Pelas horas tão lindas que falo.


Sou fera ...Sou ânsia... Sou ninfa...
Que busca em florestas alheias.
O encanto que delas eu trago
Tristeza que horas vagueia.

Vejo-te,
Buscando...
A razão...
Da busca 
Do sim e do não,


Mas saiba que de tristeza eu choro,
Saudades que nunca imploro,
À volta do que imolo,
Permanência que não esmolo!!!!

Música de WILSON NEY com JANEI DO CAVACO

video

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Meu filho

Meu filho                                                         
  
Voe...
Polinize  sem macular
Apenas acrescente sua pureza,
Tenha nos olhos a beleza.
Você sempre conseguirá ver
Além do que a visão alcança
Exatamente onde mora o amor...

[Marilda Amaral]